terça-feira, julho 17, 2012

ONDE ESTÃO ENOQUE, MOISÉS E ELIAS?

Otoniel M. de Medeiros

                As vezes somos impulsionados a elaborar alguns modelos bíblicos provavelmente sobre bases de curiosidades e não tenho nem muita certeza da sua real necessidade deste aqui apresentado. Este texto, apesar do silêncio bíblico sobre o assunto, se encontra algumas variáveis que nos leva a esta conclusão.

              Elias foi trasladado, Moisés morreu e na transfiguração do Senhor Jesus está com os dois. Particularmente em relação a Moisés, para que não haja uma agressão aos princípios bíblicos, de suposto contato com mortos, sou levado a pensar que Moisés morre, Deus o ressuscita, igual a todas as outras ressurreições já ocorridas e traslada para a mesma essência de Elias.

ENOQUE

                Enoque foi trasladado, não passou pela morte, não a viu, foi tomado por Deus:

- Gênesis 5.24: "E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou."

- Hebreus 11.5: "Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus."

MOISÉS

                Em Deuteronômio 34, temos a descrição da morte de Moisés:

5  Assim morreu ali Moisés, servo do SENHOR, na terra de Moabe, conforme a palavra do SENHOR.
6  E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; e ninguém soube até hoje o lugar da sua sepultura.
7  Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor.

                O corpo de Moisés nunca foi encontrado. Leia o artigo “Comunicação com os mortos é possível?” Entendemos que Deus ressuscitou Moisés e o trasladou para si também porque ele aparece na transfiguração de Jesus.

ELIAS

                Elias também foi trasladado, II Reis 2.11: “E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho.”

UMA TENDÊNCIA DE PENSAR

                Sou tendente a entender que essas  trasladações (considerando também a de Moisés, por causa da transfiguração) foi para uma dimensão celestial diferente para onde Jesus voltou, tendo por base João 3.13: "Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu."

                Nesta dimensão talvez podemos até associar Moisés com os salvos glorificados que passarão pela morte e, Elias, os que serão arrebatados na vinda do Senhor, não passarão pela morte.

Romanos 12.27: “Ao único Deus, sábio, seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém”


Otoniel M. de Medeiros

Um comentário:

Geraldo Fernandes disse...

Boa . Será que alguém além deles foram também para esta ante-sala nos nossos tempos? Fico me indagando de uma possível realidade assim pensada. No intimo, tenho uma desconfiança que após Jesus as coisas foram totalmente diferentes.

Soli Deo gloria

GFN