domingo, dezembro 13, 2020

BIOGRAFIA: Pr EUSTÁQUIO LOPES DA SILVA


Pr EUSTÁQUIO LOPES DA SILVA
(*20.09.1915 +09.04.1968)
Desenho em grafite por Otoniel Medeiros
Ampliação de foto


Neste 13 de dezembro de 2020, quando a IGREJA DE CRISTO completa 88 anos de sua organização, sendo Mossoró - RN o marco zero, veio-me uma agradável lembrança do Pastor Eustáquio Lopes da Silva, meu primeiro pastor. Resolvi deixar em alto relevo essa forte lembrança, republicando aqui o resumo da sua biografia com um dos seus estudos bíblicos. No próximo ano pretendo publicar aqui neste blog, alguns dos seus estudos bíblicos que os guardei.

O Pr Eustáquio Nasceu em Quixadá-CE, em 20 de setembro de 1915, logo a família se transferiu para Mossoró-RN. Sua conversão se deu em meados de 1928, portanto, aos treze anos de idade. A partir de então sua vida foi sempre de andanças por todo o sertão do Rio Grande do Norte, pregando o Evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo. O Pr Eustáquio fez parte do grupo de pioneiros que organizou a Igreja de Cristo em 13 de dezembro de 1932 na cidade de Mossoró - RN. Os principais pioneiros dessa organização foram Eustáquio Lopes da Silva, João Vicente de Queiroz, Manoel Higino de Souza e Gumercindo Medeiros.

Era conhecido também por sua facilidade em recitar textos completos da Bíblia. Sua defesa apologética do Evangelho com o Padre Luiz da Mota, em Mossoró-RN, onde citou o capítulo 23 de Mateus por completo, no interior do Rio Grande do Norte, valeu-lhe a fama de grande conhecedor da Bíblia e transformou-se numa verdadeira lenda entre os crentes daquelas regiões. Seu ministério contemplou muitas bênçãos de Deus, sendo consagrado a pastor na cidade de Natal-RN, por onde pastoreou por diversos anos até sua morte em 09 de abril de 1968, com 53 anos de idade, em todos eles como grande testemunha do Senhor Jesus Cristo, vivendo sempre com simplicidade e grande dignidade de vida. Foi um verdadeiro mestre no ensino cristão, deixando uma nova geração de obreiros, todos sensibilizados pelo seu grande exemplo de vida. Foi um dos primeiros presidentes do Concílio da Igreja de Cristo no Brasil.

Foi um obreiro muito estimado por todos que lhe conheceram e sua fama espalhou-se por todo o sertão. Casou-se com a irmã Perpétua Gomes da Silva, em Itaú, no ano de 1934. Não tiveram filhos, o casal fez opção por adoção de Elsineide Lopes.

A família morou na casa conjugada com o templo na Rua Agostinho Leitão, 327 – Alecrim – Natal / RN. Construiu uma casa na Rua Baraúnas, diagonal com o templo Batista. Esta casa foi construída como doação pelo mestre de obra Antonio Maria. A viúva, irmã Perpetua, passou a morar numa casa na Av Bernardo Vieira, próxima ao templo da Igreja de Cristo nas Quintas. Com a idade bem avançada, vendeu esta casa da Av Bernardo Vieira e dividiu o dinheiro em duas partes iguais e doou uma metade para a Igreja de Cristo nas Quintas e a outra metade para a filha Elsineide Lopes e passou a morar no Lar do Ancião Evangélico – LAE, onde faleceu com idade avançada.

O Pr. Eustáquio Lopes da Silva foi um dos maiores exemplos cristão de vida, para todas a gerações. Autodidata, recebia literatura em Espanhol, traduzia e distribuía alguns com os membros da igreja.Seu ministério contemplou muitas bênçãos de Deus, sendo consagrado a pastor na cidade de Natal-RN, por onde pastoreou por diversos anos até sua morte em 09 de abril de 1968, com 53 anos de idade, em todos eles como grande testemunha do Senhor Jesus Cristo; vivendo sempre com simplicidade e grande dignidade de vida. Foi um verdadeiro mestre no ensino cristão, deixando uma nova geração de obreiros, todos sensibilizados pelo seu grande exemplo de vida. Foi um dos primeiros presidentes do Concílio da Igreja de Cristo no Brasil.

Como o pastor Eustáquio era negro e nasceu 27 anos após a libertação dos escravos no Brasil, 13 de maio de 1888, provavelmente ele era neto de escravo. Ele era autodidata, era assinante de revista evangélica em espanhol. Como pastor na Igreja de Cristo no Alecrim – Natal –RN, marco zero das Igreja de Cristo aqui na nossa região, apesar de ser uma igreja pequena, mas soube desenvolver uma motivação congregacional, implicando num número grande de ministros evangélicos que se destacaram no Brasil e profissionais em diversas áreas.

Na Figura 1 apresentamos um texto resumo dele que apresentou na forma de estudo em 1938 na cidade Macau –RN: Os doze fundamentos do muro da cidade de Jerusalém.

Figura 1 – Estudo Bíblico do Pr Eustáquio Lopes da Silva, apresentado em Macau – RN, em 1938: Os doze fundamentos do muro da cidade de Jerusalém


Fizemos a transcrição deste resumo de estudo bíblico:

1 - OS DOZE FUNDAMENTOS DO MURO DA CIDADE DE JERUSALÉM

1º. JASPE – Uma pedra preciosa, variedade da calcedônia, transluzente, e cor verde. A palavra hebraica, bem como a grega, representa uma variedade de quartzos transluzentes e com prismáticas cores.

2º SAFIRA – Uma pedra preciosa, de um azul vivo. Ex 24.10.

3º CALCEDÔNIA – Pedra preciosa semelhante ao ônix, cor semelhante a unha.

4º ESMERALDA – Pedra preciosa verde.

5º SARDÔNIO – Hoje chamada calcedônia, uma pedra preciosa, de cor encarnado.

6º SARDIO – Uma preciosa pedra, cor de carne, a qual ocupava principal lugar na primeira ordem do petoral do sumo sacerdote. Ex 28.17; 39.10.

7º CRISÓLITA – Pedra de ouro ou topázio.

8º BERILO – Provavelmente significa o moderno berilo que é muito semelhante a esmeralda. Plinio descreve como sendo de cor verde mar.

O Pr Eustáquio, tinha uma dimensão de pureza na vida, ele contava que quando era adolescente, achou no “mato um ninho de galinha, vários ovos, ficou tão alegre que escondeu para encontrar novamente”. Outra história dele era que, como sempre evangelizava onde chegava, certa vez numa estação de trem, estava tendo dificuldade para falar do Evangelho a um senhor, não dava oportunidade. Então ele ficou passando na frente do senhor de dizia: “Jesus é muito bom!”. E de repente o homem explodiu: “E quem está dizendo que Ele não é?” Foi a porta de entrada... Noutro momento passou a evangelizar um senhor que não queria saber nada de Jesus, mas como estavam viajando em cima de uma carrada num caminhão, o que era comum, raciocinou, daqui ele não vai pular!”.

O Pr Eustáquio Lopes da Silva, tinha um acompanhamento doméstico, de casa em casa, das famílias da igreja, incentivando e acompanhando as crianças no desenvolvimento escolar. Ele sempre cortava o cabelo e fazia barba com meu pai, Julio Marcelino de Medeiros. Nesta Geração foram formados contadores, professores, médicos (três) e engenheiros (dois). O médico Aluízio Bezerra, desta geração, foi um dos fundadores da Liga Norte Riograndense Contra o Câncer, por sinal recentemente, no primeiro semestre de 2018, recebeu uma grande homenagem por seus ricos serviços nessa área.

A sua valorização dos profissionais era grande com pintores, pedreiros, comerciantes, carpinteiros, marceneiros; um grande destaque era a irmã Moça (Maria Luíza) que fazia “cocada de coco” para vender.  A família Gonzaga se destacava na área de marcenaria (Luiz Gonzaga Morais e Francisco Gonzaga Morais). Francisco Peny, bancário, também se destacava na área de marcenaria. Como carpinteiro tinha o presbítero, e depois pastor, Francisco Targino da Costa e Temístocles Cordeiro.

Interessante foi a experiência do Presbítero Sebastião Costa, que vendia galinha na “pedra do mercado do Alecrim”, na praça Gentil Ferreira. Pregador de garganta forte, que aprendeu a ler na Bíblia. O irmão Sebastião Costa era um dos pregadores num culto evangelístico aos domingos à tarde na praça Gentil Ferreira. Esse culto sempre tinha acompanhamento musical da irmã Albanita Bezerra, com acordeão.

Nesta fase pastoral surgiram vários obreiros como Antonio Gomes de Andrade, Djalma Pereira, Manoel Marques Filho, Francisco Targino da Costa, Jozebias de Menezes Queiroz, José Câmara de Oliveira, Baltazar Alves da Silva, Francisco Rocha, José Francisco da Silva, Manoel Estevam da Silva, Antonio Cordeiro, Alfredo Felix da Silva, Antonio Maria; todos estes obreiros eram membros da Igreja de Cristo no Alecrim – Natal – RN.

Em agosto de 1960, meus pais Julio Marcelino de Medeiros e Antonia Duarte de Medeiros vieram morar em Natal-RN com toda a família, cinco filhos. Julio Marcelino de Medeiros como evangelista da Igreja de Cristo, dirigiu a Congregação do Bom Jesus, Mossoró – RN, consequentemente já conhecia o pastor Eustáquio e a partir de algum tempo o meu envolvimento com o pastor Eustáquio foi grande e ele exerceu muita influência abençoadora na minha vida cristã e profissional.

O lema de vida do Pastor Eustáquio Lopes da Silva era: "poque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro" (Filipenses 1.21).




Parnamirim - RN, no 88º aniversário organizacional da Igreja de Cristo.



Otoniel Medeiros




terça-feira, novembro 24, 2020

MARTINHO LUTERO CONCEITUA A MULHER

 

Otoniel Medeiros

 

Para Catarina, esposa do reformador Lutero, ele era um bom marido, que provavelmente não acreditava nos insultos que ele mesmo falava a respeito das mulheres. Ela tinha essa segurança pelo alto nível de respeito pessoal de Lutero por ela, como também ele estimava muito as mulheres em geral, pelos fundamentos bíblicos.

 O JOVEM LUTERO CRITICOU A PRIMEIRA MULHER (EVA)

Lutero, bem jovem, logicamente antes de seu casamento com Catarina, fez esse comentário bíblico de Eva: “Faladeira e supersticiosa, por ser a primeira a falar com a serpente [...] Ele a imaginava como uma mulher simples, fraca e pequena, que não deveria ter entrado em uma disputa que, desde o princípio, excedia seus limites; antes, deveria ter levado as perguntas do diabo ao homem, seu superior [...]”.

O jovem Lutero usava esse argumento para defender, neste caso, a sujeição da mulher à autoridade eclesial do se marido.

A VISÃO DE LUTERO SOBRE A MULHER COM O SEU CASAMENTO

Lutero, sempre arrojado em palavras e consequentemente nos seus textos, agora bem casado, pai de seis filhos traçou um perfil surpreendentemente alterado e imaginativo de Eva e passou a considera-la como: Parceira de Adão, no seu mesmo nível. Eva era mais do que mulher de Adão, era mãe de todos os viventes. Lutero considerava a maternidade muito mais do que dar à luz filhos.

 

Lutero escreveu: “Quando Eva foi trazida para Adão, ele se tornou cheio do Espírito Santo e deu a ela o mais santificado e mais glorioso dos nomes. Ele a chamou de Eva, que significa mãe de todos. Ele não a caracterizou como mulher; mas simplesmente como mãe – mãe de todas as criaturas viventes. Nisso está a glória, e o mais precioso ornamento da mulher”.

CONCLUSÃO

Martinho Lutero considerava a sua esposa Catarina, tal como Eva, formada por Deus e cuidada pelo seu marido, mais do que esposa, mas mãe. Proclamou Lutero: “Nisso, está a glória, e o mais precioso ornamente mulher”.

 

Na paz, e sempre na paz,

 

Otoniel Medeiros

Parnamirim – RN, 24 de novembro de 2020


Referência bibliográfica: Tucker, Ruth A.

   A primeira-dama da reforma. - 1 ed. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2017. Kindle.

 


domingo, setembro 27, 2020

A HISTÓRIA DO UNIVERSO ESTÁ NA MÃO DE DEUS

“Vi, na mão daquele que estava sentado no trono, um livro escrito por dentro e por fora, de todo selado com sete selos” (Apocalipse 5.1).

Deus revela por intermédio de João as que coisas que em breve “devem acontecer”, não é que podem até acontecer, mas “devem acontecer”. Essa história do homem e do universo está no controle de Deus, está “na mão daquele que estava sentado no trono”.

            Há eventos definidos claros, cuja interpretação não depende da escola escatológica ou hermenêutica, que são: 1. Jesus voltará; 2. A ressurreição de todos; 3. Juízo final; 4. Salvação e condenação e 5. O novo céu e a nova terra.


1. JESUS VOLTARÁ

            “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e mostra até no ocidente, assim há ser a vinda do Filho do homem” (Mt 24.27). A vinda do Senhor Jesus: Mt 24.31-33, 36-39, 42-44; Mc 13.32, 24-27; Lc 9.26; Jo 14.2-3; At 1.9-11; 1 Ts 4.16-17, 5.1-3; 2 Ts 2.1-4; Hb 9.27-28; 2 Pe 3.8-13; Ap 19.11-16, 22.12 e 20.

            Segundo George Eldon Ladd: “A vinda do Reino de Deus é mostrada em cores de dois tons: a destruição do mal e a bênção da vida eterna”.

 

2. A RESSURREIÇÃO DE TODOS

            “Não fiquem admirados com isto, pois está chegando a hora em que todos os que estiverem nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão; os que fizerem o bem ressuscitarão para vida, e os que fizerem o mal ressuscitarão para serem condenados (Jo 5.28-29). A ressurreição (O poder sobre a morte) de todos: Mt 20.17-19, 22.23-30, 28.6-7; Mc 8.31; Jo 5.28-29, 11.25; At 3.15; 1 Co 6.15; Fl 3.10; Ap 20.5.


3. O JUÍZO FINAL

            “Fiquei pensando: O justo e o ímpio, Deus julgará ambos, pois há um tempo para todo propósito, um tempo para tudo o que acontece” (Ec 3.17). O juízo final (É o dia em Deus julgará a todos pelo que fizeram): Sl 96.13; Ec 12.14; Ez 18.30-32; Dn 7.9-10, 12.36.37; Mt 12.36-37, 25.31-46; Jo 3.16-19, 16.7-11; 2 Co 5.10; Hb 9.27-28; Ap 20.11-15, 22.12-13.


4. SALVAÇÃO E CONDENAÇÃO

            “Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno” (Dn 12.2). Salvação e condenação na Bíblia: Pv 19.16; Mc 16.16; Jo 3.18, 16.8-11; At 2.21; Rm 14.12-14; 1 Co 6.9-10; 2 Tm 1.9; Tt 2.11-12; 2 Pe 3.9.


5. O NOVO CÉU E A NOVA TERRA

"Pois vejam! Criarei novos céus e nova terra, e as coisas passadas não serão lembradas. Jamais virão à mente!” (Is 65.17). O novo céu e a nova terra: Ap 21; Is 25.9; Lm 3.26; Gl 5.5; 2 Pe 3.12-13; Ap 3.12.

 

“A graça do Senhor Jesus seja com todos” (Ap 22.21)

 

Otoniel Medeiros

 

quinta-feira, março 26, 2020

A BENDITA ESPERANÇA

A BENDITA ESPERANÇA

Otoniel M. de Medeiros



Lucas 21: “10Então, lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino, contra reino;11haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais no céu”.

Lucas 21: “28Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima”.

INTRODUÇÃO 

Hoje é 25 de março de 2020, o mundo vive a terrível pandemia do novo coronavirus (Covid-19). Nos últimos 1.500 anos estima-se mais de 3 bilhões de pessoas no mundo morreram vítimas de doenças provocadas por novos vírus e bactérias. No domingo agora 22 de março de 2020, o maior terremoto em 140 anos atingiu a capital da Croácia, Zagrebe, com esse povo em quarentena. Foram afetados os países: Bósnia e Herzegovina, Croácia, Hungria, Eslovênia e Áustria. Hoje 25 de março de 2020, um grande terremoto atingiu o extremo leste da Rússia. Observamos que é uma “sucessão” de coisas conforme fala Lucas 21.28. 

A pergunta dos discípulos ao Mestre é quando aconteceria a destruição do templo. O Senhor Jesus começa a mostrar e começa falando sobre o princípio das dores até chegar a Jerusalém sitiada, destruída, incluindo o Templo no ano 70 d.C. pelos romanos, o Senhor Jesus descreveu os acontecimentos em sentido contrário à linha do tempo, misturando um pouco o início dos acontecimentos finais com a destruição de Jerusalém que se daria uns 37 anos depois daquele momento, em seguida o Senhor aborda a vinda do Filho do homem. Parece que sofrimento humano no princípio das dores e a grande tribulação é uma projeção proporcional do que aconteceu com a destruição de Jerusalém, que foi um profundo e intenso sofrimento para o povo judeu.

O Novo Testamento se refere à segunda vinda de Cristo por mais de trezentas vezes, numa média de um versículo a cada vinte e seis. O cristianismo é totalmente seguro em crer e depositar a sua viva esperança e confiança nesta verdade. O nosso objetivo neste texto é ver os acontecimentos neste planeta contaminado pelo pecado, numa segurança da Bendita Esperança: a próxima vinda do Senhor Jesus a este planeta. O Senhor Jesus vence no Calvário e como toda a raça humana achava-se sob a servidão devido ao temor da morte (Hb 2.14-15), afastou a ira divina que pairava sobre nós por causa dos nossos pecados. Com a Sua ressurreição nos justificou (Rm 4.25), essa amplitude do amor de Deus, permite que vivamos a Bendita Esperança, aleluia!

A BENDITA ESPERANÇA (Tito 2.13)

A iminente e bendita esperança da Igreja é a ressurreição e o arrebatamento dos que dormem em Cristo com os santos que estiverem vivos (Rm 8.23; 1 Co 15.51-52; 1 Ts 4.16-17; Tt 2.13). As vezes o medo com o “suceder” das coisas terríveis sobrenaturais e humanas podem deixar as pessoas e sem qualquer esperança. Deus não permitirá que as circunstâncias prejudiquem seus planos. Ele instaurará o seu reino glorioso. A volta de Cristo é a esperança da Igreja. A morte jamais poderia ser a nossa esperança. O ensino da segunda vinda de Cristo é o incentivo a uma vida santa e estimula o serviço cristão.

O princípio das dores parece como um portal para a Grande Tribulação que é um período de terrível tribulação e angústia predito pelos profetas do Antigo Testamento. Daniel fala de uma tribulação jamais dantes experimentada (Dn 12.1), Jeremias chama “o tempo de angústia para Jacó (Jr 30.4-7). Tanto Isaias quanto Zacarias falaram acerca desta indignação de Deus contra os habitantes da terra (Is 24.17-21 e Zc 14.1-3). Mateus descreve como a Grande Tribulação (Mt 24.21-29). João descreve como a “hora da tentação que há de vir sobre o mundo, para tentar os que habitam na terra” (Ap 3.10).

Só o sangue do Senhor Jesus é suficiente para salvar-nos da ira de Deus (Rm 5.9). Deus não nos destinou para a ira, mas para a salvação em nosso Senhor Jesus Cristo (1 Ts 5.9). Quando tudo isso começar a acontecer, e agora a continuidade desses sinais, também é sinal de que a redenção da Igreja, a nossa redenção está próxima (Lc 21.28), com o destaque que devemos focar a nossa atenção sobre o Senhor Jesus Cristo, e não sobre os sinais.

CONCLUSÃO

Esta pandemia da Covid–19, que é uma sucessão de sinais previstos (Lc 21.10), como Deus é soberano e tem o controle de tudo, podemos entender como um juízo de Deus; só nos cabe pedirmos perdão a Deus e nos ajustarmos melhor aos seus planos como indivíduo, família e igreja. Como as palavras do Senhor não passam (Lc 21.33) tanto de juízo como de proteção, destacamos: “Estejam sempre atentos e orem para que vocês possam escapar de tudo o que está para acontecer, e estar de pé diante do Filho do homem" (Lc 21.36).


Na paz, e sempre na paz: Deus é soberano e tem o controle de tudo.


Otoniel M. de Medeiros




Referência bibliográfica


MENZIES, William W.; HORTON, Stannley M. Doutrinas Bíblicas. São Paulo: Casa Publicadora das Assembleias de Deus.



Parnamirim – RN, 26 de março de 2020

segunda-feira, fevereiro 03, 2020

DOWNLOADS




1 -  APOSTILAS

1.1 - ÉTICA CRISTà
Treze (13) estudos bíblicos formatados também para Escola Bíblica Dominical (EBD): 1-Ética, Valor e Moral. 2-Princípios básicos da ética cristã. 3-A ética cristã e os Dez Mandamentos. 4-A ética cristã e o Sermão do Monte. 5-A ética cristã e a Igreja. 6-A ética cristã e serviço social.7-A ética cristã e o secularismo.  8-A ética cristã e a corrupção 9-A ética cristã e os jogos e os vicios. 10.A ética cristã e a sexualidade. 11-A ética cristã e a política. 12-Cristianismo, discriminação e diversidade. 13-A integridade da pessoa cristã.

DOWNLOAD AQUI 



3 - HISTÓRIA DA IGREJA DE CRISTO (Aguardando atualização)



4 - BIOGRAFIAS (Aguardando atualização)