sábado, fevereiro 27, 2021

1/13 - COMBATE AO SECULARISMO: CRIACIONISMO

 

FÉ CRISTÁ E CIÊNCIA - CRIACIONISMO
(Com respeito a quem pensa diferente)

LEITURA BÍBLICA
Gênesis 3.1-24: A criação

“Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis” (Romanos 1.20).

INTRODUÇÃO

Essencialmente o secularismo tem a função ideológica de descartar qualquer obrigação à autoridade de Deus e consequentemente as relações de fé em Deus. O mundo espiritual não tem nenhuma importância para o secularismo, defende um estilo de vida como se a dimensão espiritual não existisse. O secularismo é uma forma fortalecida do ateísmo, portanto, uma forma reprovável por Deus. As crianças logo no início da sua escolaridade são envolvidas pelo ensino escolar evolucionista. Crescem, e em todos os momentos da sociedade não lhe dão uma oportunidade de ter a visão criacionista, a não ser em casa ou numa igreja cristã; é a ditadura evolucionista.

O secularismo segue um princípio contrário a luz, é o inverso da “luz da aurora", com comportamento antibíblico sufoca gradualmente as convicções cristãs, escurecendo-as até leva-las à plena treva. Paulo afirma que isto é consequência do abandono de Deus pelo desprezo do conhecimento do homem por seu Criador: “E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes” (Rm 1.28).

O objetivo fundamental destes textos é apresentar uma abordagem criacionista, voltada para o Criacionismo da Terra Jovem, tendo por base principal as evidências bíblicas, que é a Palavra de Deus inspirada e inerrante. Como também destacamos evidências científicas.

1.1 – VISÕES CRISTÃS SOBRE O CRIACIONISMO

É estranho, muito estranho um cristão não ser criacionista e não considerar a Bíblia como fonte de revelação de Deus. Descrevendo o pensamento cristão sobre as visões criacionistas, considerando criacionismo num sentido amplo onde se acredita que Deus é o Criador, as divergências não são sobre se as coisas foram criadas mas quando as coisas foram criadas. O que não podemos aceitar são teorias científicas que estão em conflito com as afirmações bíblicas. O pensamento cristão criacionista pode ser resumido em quatro visões: [1]

1. Criacionismo da Terra Jovem – Visão fundamentada na Escritura, como Palavra de Deus inspirada e inerrante,

2. Criacionismo da Terra Antiga – Chamado também de Criacionismo Progressivo, seus seguidores afirmam que Deus criou sobrenaturalmente diferentes tipos ou espécies em uma progressão durante um longo da história da Terra, não de uma vez ou durante seis dias.

3. Teísmo Evolucionário – Esse conceito de Criação Evolucionária ou Evolução Teísta. Os defensores do Criacionismo Evolucionário, não concordam com a historicidade bíblica de Adão e Eva.

4. Design Inteligente – Essa teoria aponta para a informação existente na natureza e não para a origem desta informação, no sentido de um designer.

1.2 – A DIMENSÃO DO SECULARISMO

O ateísmo se expressa fortemente pelo materialismo científico, que rejeita fortemente o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, e a busca da verdade é simplesmente pelo mundo material e nas relações humanas e condenando qualquer relação com o Deus Criador. A Teoria da Evolução é um agente do ateísmo que se capilariza facilmente em todos os níveis e idades da sociedade.

O liberalismo teológico relativizou a autoridade da Bíblia passando a interpretar a doutrina bíblica a partir de parâmetros filosóficos das ciências da religião. Esse liberalismo teológico não reconhece a canonicidade da Escritura, nem a historicidade dos milagres de Cristo. Aceita o Senhor Jesus apenas com um gênio religioso. Não aceita a universalidade do pecado, a doutrina da redenção e que a entrada no Reino de Deus é apenas pela prática da caridade, ou seja, salvação pelas obras.

1.3 – A VISÃO DO CRIACIONISMO

Destaquemos Hebreus 11.3: “Pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que aquilo que se vê não foi feito do que é visível”. Portanto, por conceituação básica todos os cristãos são criacionistas. Não podemos dissociar o conhecimento pessoal de Deus pela fé de que Ele é o Criador de todas as coisas. O Credo Apostólico declara: “Creio em Deus Pai, Criador do céu e da terra”. Consequentemente são criacionistas. Não é uma questão de religiosidade mas uma fundamentação profunda de fé cristã. Há uma diferença entre os cristãos na forma de entender como Deus criou tudo.

O neurocientista Denis R. Alexander, quando escreve sobre Deus em relação à Criação e considerando a Escritura como um todo, destaca quatro pontos-chave emergentes sobre a relação entre Deus e sua criação: 1. Deus é transcendente em relação à sua criação; 2. Deus é imanente em sua criação; 3. Deus é pessoal e 4. Deus é Trinitário em sua criação.[2]

A criação tem três tempos, ou seja, a criação passada (Gn 1.1-31; Sl 102.25; Mt 25.34; Rm 1.20). A criação é uma “atividade em andamento, com Deus envolvido em bara em processos dinâmicos, como a vida e a morte”. E o terceiro aspecto é a criação futura (Is 65.17-18; Hb 1.10-12; 2 Pe 3.13; Ap 21.1; Ap 22.13).[2]

CONFIRMAÇÃO

As firmes convicções bíblicas do Criacionismo é uma das formas de combate consistente ao Secularismo que quer esmagar a vida da Igreja.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

[1] HAM, Ken...[et al]. A origem. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2019.
[2] ALEXANDER, Denis R. Criação ou evolução. Viçosa, MG: Ultimato, 2017.


Parnamirim - RN, 27 de fevereiro de 2021


A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos nós.

Otoniel Medeiros


Nenhum comentário: