sábado, março 13, 2021

3/13 - A TERRA JOVEM I

 

FÉ CRISTÃ E CIÊNCIA - CRIACIONISMO
(Com respeito a quem pensa diferente)

LEITURA BÍBLICA
Salmos 33 – Louvor ao Criador e preservador

INTRODUÇÃO

Um Universo/Terra extremamente velho é o fundamento principal para a teoria da evolução e não se sustenta na exposição bíblica do Universo/Terra jovem como resultado criativo de Deus: “Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo espírito da sua boca” (Sl 33.6).

HAM, Ken em [1] apresenta esse argumento de evidências bíblicas para a criação da terra jovem de forma muito consistente; para este texto nos apoiaremos nos seus argumentos. HAM, Ken sempre publica bons artigos no site anwsersingenesis.org. Gênesis 1-11 não é uma apresentação poética, parábola, visão profética ou mitologia, é um profundo conteúdo histórico. Um dos argumentos que os estudiosos chegam a essa conclusão são as formas verbais hebraicas usadas que são características de narrativas históricas e não de outro estilo de escrever.

Gênesis 1-11 tem a forma de narrativa histórica que Gênesis 12-50, a maior parte do Êxodo, grande parte de Números, Josué, 1 Reis, 2 Reis etc. As pessoas citadas no Gênesis são reais, os lugares citados são reais e eventos reais em tempo real. O Senhor Jesus usa nomes de pessoas específicas como história literal. “Na verdade, o capítulo não nos diz por que Deus criou, mas certamente nos diz uma porção significativa sobre quando e como, conforme os argumentos seguintes demonstram”.

3.1 – OS DIAS DA CRIAÇÃO SÃO LITERAIS [1]

“Dia” é definido literalmente

Para os estudiosos cristãos, que pesquisam com mais detalhes Gênesis 1.1 – 2.3, concluem que os dias da criação são literais de 24 horas. A palavra dia é definida em seus dois sentidos literais e normais em Gn 1.5: “Deus chamou à luz ‘dia’ e chamou às trevas ‘noite’. E houve tarde e manhã, o primeiro dia”. Há o destaque quanto ao ciclo trevas-luz contrastada com a noite e o ciclo trevas-luz inteiro. Os dias são numerados sequencialmente e cada um precedido pela repetição “passaram-se a tarde e a manhã”. No Antigo Testamento yom (dia) quando é modificado por um número sempre significa um dia literal de 24 horas. Isso acontece com noite, tarde e manhã de forma literal correspondente a um dia literal.

Em Gn 1.14: “E Deus disse: - Que haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos”. Fica claro que os corpos celestes foram criados para o homem medir anos literais, as estações literais e os dias literais. Observa-se que os dias são sequenciais e não há sobreposição e Deus sempre termina o trabalho de um dia antes do dia seguinte começar. Para indicar período ou geração se usa a palavra hebraica dor e não yom (Gn 24.60; Nm 10.36 e Js 23.1).

Em Ex 20.8-11 temos o comentário do próprio Deus de Gênesis 1, onde Deus determina o trabalho de seis dias e o descanso no sétimo, porque Ele criou tudo em seis dias e parou de criar no sétimo. O versículo 11 de Êxodo 20 que diz, “porque, em seis dias, fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou, por isso, o Senhor abençoou o dia de sábado e o santificou”, encerra o assunto, não deixa nenhuma margem argumentativa de se querer somar milhões ou bilhões de anos em Gênesis 1. O primeiro dia começa com Gn 1.1, portanto, antes de Gn 1.1 não houve tempo nenhum.

A ordem da Criação

Gênesis 1 contradiz não só o período como também a ordem dos eventos da teoria da evolução do universo e da vida. Em Gênesis temos: A Terra foi criada antes da luz e do Sol, da Lua e das estrelas. Na cosmologia evolucionária a maioria das estrelas foi formada antes do Sol, que deu origem à Terra e a Lua. Em Gênesis, um oceano global precedeu a terra seca. Na geologia evolucionária a Terra começou como uma bola fundida, resfriou e desenvolveu uma crosta seca e só milhões de anos depois os mares se formaram. Em Gênesis temos a narração que as plantas foram criadas antes de quaisquer criaturas marinhas, e pássaros foram criados antes de quaisquer animais terrestres, incluindo o que hoje chamamos de dinossauros (grupo de animais terrestres), tudo isso é a ordem oposta da teoria da evolução.

“Além disso, existem problemas lógicos se colocarmos milhões de anos aos dias ou entre os dias. Como as plantas poderiam sem animais e insetos para polinizá-las? Por que Deus faria criaturas que viverem e morrerem, algumas espécies se extinguindo, por milhões de anos antes de criar o homem, que Ele criou para governar todas as outras que Ele criou (Gn 1.26-28)?”. [1]

Deus criou sobrenaturalmente tudo

Não faz nenhum sentido Deus dizer “Haja...” e esperar milhões de anos para que as coisas viessem a existir. “Por que Deus criaria a terra e a deixaria coberta de água por milhões de anos quando Ele diz que a criou para ser habitada (Is 45.18)? Por que Ele criaria plantas e depois esperaria milhões de anos antes de criar animais e pessoas que comeriam plantas como alimento (Gn 1.29-30)? Por que Ele criaria criaturas marinhas e pássaros e esperaria milhões de anos antes de criar animais terrestres e pessoas?”. [1]

CONCLUSÃO

A semana da Criação foi uma semana de milagres. Todos os milagres do Senhor Jesus, a Palavra que se fez carne (Jo 1.1-3, 14), foram instantâneos, mediante o seu toque ou a sua palavra falada. A teoria evolucionista é a negação não só de Deus na Criação mas a negação plena de Deus.

CONFIRMAÇÃO

“... homens (santos) falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo” (2 Pe 1.21).



REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

[1] HAM, Ken...[et al] A origem. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2019.



Parnamirim - RN, 13 de março de 2021

A Deus seja a Glória!

Otoniel Medeiros



Nenhum comentário: