sábado, abril 10, 2021

7/13 - EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DO DILÚVIO BÍBLICO

FÉ E CIÊNCIA - CRIACIONISMO
(Com respeito a quem pensa diferente)

LEITURA BÍBLICA
Romanos 1.20-26 - Os atributos invisíveis de Deus


INTRODUÇÃO

No link https://answersingenesis.org/human-body/what-if-no-one-had-an-appendix/ (Acessado em 10 de abril de 2021), extraímos essa introdução, apenas para destacar os detalhes do Deus Criador, sobre o apêndice no corpo humano, artigo escrito por HAM, Ken em 08 de abril de 2021; se com o tempo esse assunto adquiriu uma explicação coerente com o criacionismo, muitos outras evidências científicas surgirão em diversas áreas, favoráveis ao conteúdo bíblico, que é a expressão da verdade. O artigo é sobre o apêndice, órgão do corpo humano.

    “Bem, porque o apêndice está longe de ser um vestígio inútil de nossa ancestralidade evolutiva imaginária! Embora, é claro, você possa viver sem ele, é um órgão muito útil com um bom propósito. Seu intestino é povoado por uma variedade de bactérias muito necessárias. Quando você fica doente, essas populações podem ser eliminadas. Bem, o apêndice serve como uma “casa segura” para bactérias boas. Conforme você se recupera da doença, essas bactérias podem viajar para o intestino e substituir as que foram eliminadas. O apêndice também pode produzir um tipo específico de glóbulo branco e até mesmo pode ajudar a fazer, dirigir e treinar essas células imunológicas.

    Nossos corpos não estão cheios de sobras evolutivas inúteis porque não evoluímos! Fomos criados 'terrivelmente e maravilhosamente' (Salmo 139:14) por um Criador onisciente e sábio Deus. Agora, nós vivemos em um mundo em pecado  (Gênesis 3), de modo que nossos corpos não funcionam perfeitamente, mutações e problemas ocorrem, ma o projeto original original de Deus  foi perfeito, e nossos corpos, desfigurados e amaldiçoados pelo pecado, mesmo assim como eles são, obviamente refletem a genialidade do Designer.

    O argumento do 'órgão vestigial' é apenas um resíduo evolutivo inútil da má ciência produzida pela rejeição da Palavra de Deus como autoridade e, em vez disso, pela confiança na sabedoria do homem. Os médicos costumavam pensar que remover o apêndice - infectado ou não - era uma coisa boa! Eles não acreditam mais nisso e só removem o apêndice quando é necessário por causa de uma doença”.

7.1 - EVIDÊNCIAS MUNDIAIS DE UMA INUNDAÇÃO MUNDIAL
(Mais detalhes em https://answersingenesis.org/the-flood/global/worldwide-flood-evidence/ , acessado em 10 de abril de 2021)

- FÓSSEIS - Encontramos fósseis de criaturas marinhas em camadas rochosas em todos os continentes muito acima do nível do por causa de águas do oceano terem coberto os continentes. No Grand Canyon, na maioria das camadas de rocha de suas paredes, encontramos fósseis marinha a mais de 1.500m acima do nível do mar. Como também mariscos fossilizados são encontrados no Himalaia.

- ENTERRO RÁPIDO DE PLANTAS E ANIMAIS – “Encontramos imensos cemitérios de fósseis bem preservados, por exemplo, bilhões de nautilódes (tipo de molusco) são encontrados em uma camada dentro da pedra calcária Redwall do Grand Canyon. “Esta camada foi depositada catastroficamente por um grande fluxo de sedimentos (principalmente areia calcária). Os leitos de giz e carvão da Europa e dos Estados Unidos, e os peixes, ictiossauros, insetos e outros fósseis em todo o mundo, testemunham de destruição e sepultamento catastróficos”. Cemitérios fósseis encontrados em camadas rochosas ao redor do mundo são evidências do Dilúvio global.

- CAMADAS DE SEDIMENTOS RAPIDAMENTE DEPOSITADAS E ESPALHADAS POR EXTENSAS ÁREAS – Camadas de rocha que podem ser rastreadas em todos os continentes - mesmo entre os continentes - e as características físicas desses estratos indicam que foram depositados rapidamente. Exemplos: Tapeats Sandstone e Redwall Limestone do Grand Canyon podem ser rastreados em todos os Estados Unidos, até o Canadá e até mesmo através do Oceano Atlântico até a Inglaterra. Os leitos de giz da Inglaterra (os penhascos brancos de Dover) podem ser rastreados em toda a Europa até o Oriente Médio e também são encontrados no meio-oeste dos Estados Unidos e na Austrália Ocidental. Camadas inclinadas dentro do Arenito Coconino do Grand Canyon são testemunho de milhões de metros cúbicos de areia sendo depositadas por enormes correntes de água em poucos dias. São leituras científicas a favor do criacionismo.

- EROSÃO RÁPIDA ENTRE ESTRATOS - Evidências de erosão rápida, ou mesmo de nenhuma erosão, são encontradas entre as camadas de rocha. Limites planos entre camadas de rocha indicam deposição contínua de uma camada após a outra, sem tempo para erosão. Por exemplo, não há evidência de qualquer "desaparecimento" de milhões de anos (de erosão) na fronteira plana entre duas camadas bem conhecidas do Grand Canyon - o Arenito Coconino e a Formação Eremita. Outro exemplo impressionante de limites planos no Grand Canyon é o calcário Redwall e os estratos abaixo dele.

- MUITOS ESTRATOS ESTABELECIDOS EM RÁPIDA SUCESSÃO – “As rochas normalmente não se dobram; elas quebram porque são duros e quebradiças. Mas em muitos lugares encontramos sequências inteiras de estratos que foram dobrados sem fraturar, indicando que todas as camadas de rocha foram rapidamente depositadas e dobradas enquanto ainda úmidas e flexíveis antes do endurecimento final. Por exemplo, o Tapeats Sandstone no Grand Canyon é dobrado em um ângulo reto (90°) sem evidência de quebra. No entanto, essa dobra só poderia ter ocorrido depois que o resto das camadas foram depositadas, supostamente por “480 milhões de anos”, enquanto o arenito Tapeats permaneceu úmido e flexível”.

CONCLUSÃO

    O apêndice no corpo humano hoje sabemos cientificamente que não é um resíduo evolutivo, mas tem uma função específica. Neste texto comentamos algumas evidências científicas que corroboram o dilúvio bíblico como global, conforme a narração bíblica. Toda a Bíblia é plenamente confiável desde a criação do homem à próxima vinda do Senhor Jesus. A mensagem de resgate humano logicamente, também é verdadeira.

    O Sl 85.10, declara de uma forma poética: “A graça e a verdade se encontraram, a justiça e a paz se beijaram”. Ora, partindo da base, da criação, se houver uma negação de tudo, consequentemente se negará o novo céu e a nova terra com um retorno da rebelião humana, a redenção plena do ser humano. Só teremos justiça e paz com a aceitação que o Senhor Jesus veio até nós em graça e verdade para nos trazer salvação e salvação plena. Esta é graça em nós é o encontro com a verdade, o Senhor Jesus. Não aceitar o ato criador de Deus é não graça que não liberta, mas esmaga. Crer em Deus como Criador é uma base para aceitar o seu ato de redenção não só dos humanos, mas de todas as coisas. A graça custa tudo para o doador e nada para o que recebe. Porque não crer em Deus como Criador?

CONFIRMAÇÃO

    Salmos 104.6, revela o poder criador de Deus: “Tomaste o abismo por vestuário e a cobriste; as águas ficaram acima das montanhas”.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

[1] HAM, Ken...[et al] A origem. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2019.



Parnamirim, RN, 10 de abril  de 2021


A graça seja com todos nós.


Otoniel Medeiros

Nenhum comentário: