domingo, agosto 18, 2013

SALMOS 40


Otoniel de Medeiros

"Esperei com paciência no Senhor, e Ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor (Sl 40.1).

LEITURA BÍBLICA: Salmos 40

INTRODUÇÃO

O Salmo 40 é uma oração de Davi para livramento, vamos dividi-lo em cinco momentos:

1)    Uma oração de quem já começa vitorioso (V. 1-2).
2)    O comportamento do vitorioso (Vs. 3-11).
3)    Caracterização dos obstáculos (Vs. 12-13).
4)    Consciência de uma luta maior (Vs. 14-16).
5)    Limitado, mas confiante no Senhor (V. 17).

UMA ORAÇÃO DE QUEM JÁ COMEÇA VITORIOSO

1 Esperei com paciência pelo Senhor, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor. 2 Também me tirou duma cova de destruição, dum charco de lodo; pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.

O salmista antes de chegar a uma oração de socorro, de livramento, passa pelas vitórias vividas, demonstrando uma fé viva, presente e demarcando tudo pela presença da  paciência.
A paciência está associada ao tempo. É difícil entendermos o momento quando queremos incluir o tempo de Deus dentro do nosso tempo. O caso de Abraão mostra a diferença entre o nosso tempo e o tempo de Deus. "Eu, porém, confiarei no Senhor; esperarei no Deus da minha salvação. O meu Deus me ouvirá" (Mi 7.7). Outro texto alentador é Hc 3: "17 Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. 18 todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. 19 O Senhor Deus é minha força, ele fará os meus pés como os da corça, e me fará andar sobre os meus lugares altos." A paciência está mais associada a fé do ao próprio tempo: "para que não vos torneis indolentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas" (Hb 6.12).

O COMPORTAMENTO DO VITORIOSO

O vitorioso tem uma característica divina, espontânea e motivadora:

1)    Tem um novo cântico: "3 Pôs na minha boca um cântico novo, um hino ao nosso Deus; muitos verão isso e temerão, e confiarão no Senhor. "
2)    No Senhor está a sua confiança: "4 Bem-aventurado o homem que faz do Senhor a sua confiança, e que não atenta para os soberbos nem para os apóstatas mentirosos".
3)    É  reconhecedor das maravilhas do Senhor: "5 Muitas são, Senhor, Deus meu, as maravilhas que tens operado e os teus pensamentos para conosco; ninguém há que se possa comparar a ti; eu quisera anunciá-los, e manifestá-los, mas são mais do que se podem contar".
4)    É conhecedor da vontade de Deus e é seu servo: "6 Sacrifício e oferta não desejas; abriste-me os ouvidos; holocausto e oferta de expiação pelo pecado não reclamaste."
5)    Tem consciência da sua segurança eterna: "7 Então disse eu: Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito a meu respeito:".
6)    É submisso por amor: "8 Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração."
7)    É contínuo anunciador da verdade: "9 Tenho proclamado boas-novas de justiça na grande congregação; eis que não retive os meus lábios; 10 Não ocultei dentro do meu coração a tua justiça; apregoei a tua fidelidade e a tua salvação; não escondi da grande congregação a tua benignidade e a tua verdade."
8)    Invoca apenas o nome do Senhor: "11 Não detenhas para comigo, Senhor a tua compaixão; a tua benignidade e a tua fidelidade sempre me guardem."

CARACTERIZAÇÃO DOS OBSTÁCULOS

12 Pois males sem número me têm rodeado; as minhas iniqüidades me têm alcançado, de modo que não posso ver; são mais numerosas do que os cabelos da minha cabeça, pelo que desfalece o meu coração. 13 Digna-te, Senhor, livra-me; Senhor, apressa-te em meu auxílio.

O discernimento e a caracterização do mal torna o combate mais eficaz; o mal que nos rodeia (externo) e a iniqüidade (interno), nos impede de olharmos melhor para Deus. O livramento está apenas no Senhor e é necessário que tenhamos pressa  na busca do socorro.

CONSCIÊNCIA DE UMA LUTA MAIOR

14 Sejam à uma envergonhados e confundidos os que buscam a minha vida para destruí-la; tornem atrás e confundam-se os que me desejam o mal. 15 Desolados sejam em razão da sua afronta os que me dizem: Ah! Ah! 16 Regozijem-se e alegrem-se em ti todos os que te buscam. Digam continuamente os que amam a tua salvação: Engrandecido seja o Senhor.

Temos a consciência de uma luta maior, conforme Ef 6.12: "pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes." Uma luta maior porque envolve um mundo espiritual que logicamente exige uma preparação no mesmo nível.

LIMITADO, MAS CONFIANTE NO SENHOR

17 Eu, na verdade, sou pobre e necessitado, mas o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó Deus meu.

Há grandes vitórias que tem a forma aparente de derrota, a maior vitória, o SENHOR JESUS CRISTO na cruz, é o melhor exemplo. As atividades do dia a dia devem ser usadas como recursos de defesa e ataque,  ou seja, é a vida transformada que brada  o hino de vitória: "Forjai espadas das relhas dos vossos arados, e lanças das vossas podadeiras; diga o fraco: Eu sou forte" (Jl 3.10).

CONCLUSÃO

As vitórias passadas são estímulos para as vitórias de hoje, como estas são para as futuras. O maior estímulo, a maior garantia é a vitória do Senhor Jesus sobre todo e qualquer opositor. Segundo N. Hom, o que Deus faz para que nEle Espera:

a)    "Deus o ergue.
b)    Deus o purifica.
c)    Deus o estabelece.
d)    Deus o sustenta.
e)    Deus o harmoniza em salmos e hinos."

Mesmo vencedor, sempre temos um problema pela frente, mas é bom quando  estamos em condições idênticas a de Davi: agradando-se em fazer a vontade de Deus, não escondendo a graça e a verdade. Desta forma oraremos, Salmos 23:
1 O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
2 Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas.
3 Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.
4 Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
5 Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda.
6 Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Abraços, na paz e sempre na paz,


Otoniel de Medeiros

Nenhum comentário: