sábado, dezembro 16, 2023

DISPENSACIONALISMO



INTRODUÇÃO

Com diz Charles Ryrie: "Para outros, no entanto, o dispensacionalismo é algo a ser evitado como uma peste". Foi exatamente esse o primeiro modelo, o Dispensacionalismo, que pessoas comprometidas com o Evangelho me ensinaram. Parece que o primeiro conteúdo que aprendemos e nos traz conforto interno, aceitação, tem em nós mais ancoragem. Entendo, que o Dispensacionalismo não é monolítico e não definidor soteriológico, como outros modelos, a tolerância é uma boa opção.


ESSÊNCIA DO DISPENCIONALISMO

1.Dispensações

O termo dispensacionalismo, se refere à forma distintiva na qual Deus gere ou organiza a relação dos seres humanos consigo. Acredita que Deus planejou uma sucessão de dispensações na história: passada, presente e futura, havendo revelações das Escrituras em cada uma delas.

2. Autoridade das Escrituras

Os dispensacionalistas na luta contra o liberalismo teológico sustenta a posição de fé da revelação verbal e inerrante de Deus para a igreja sempre para toda a base da vida e fé cristã, não eram os únicos a enfatizar a autoridade suprema da Bíblia em matéria de fé. Essa proposta prática de ministério expositivo fez dessa ênfase escriturística um selo de garantia desse movimento.

3. Singularidade da Igreja

O Dispensacionalismo considera a Igreja como uma dispensação nova na história bíblica, tendo as suas origens no "evento Cristo", que é a morte, a ressurreição e a ascensão de Jesus Cristo - particularmente no "batismo do Espírito", concedido aos crentee judeus e gentios desde a festa do Dia de Pentecostes. As bênçãos do Espírito Santo é um penhor, uma entrada, em direção a nossa redenção completa no futuro (Ef 1.13-14).

4.Significado da Profecia Bíblica

O Dispensacionalismo tem uma interpretaão bíblica mais "literal", interpretando a Bíblia como lemos os textos, sempre com a visão de que as bênçãos futuras de Deus incluem aspectos políticos, nacionais e terrenos da vida. Muitas dessas bênçãos estão inseridas com o retorno de Cristo à terra. O significado histório das profecias bíblicas são relevantes para entender o propósito de Deus na terra e para os humanos.

5.Significado Prático da Igreja Universal

Os dispensacionalistas sempre creram de que a realidade da igreja deve ser encontrada em Cristo e está acima das denominações que são separatistas.

6.Pré-milenismo futurista

O Dispensacionalismo é uma expressão de pré-milenismo, ou seja, Cristo retorna para esta terra e reinará por mil anos, durante um período problemático, "a tribulação". Diferente da maioria dos pré-milenistas, os dispensacionalistas creem na doutrina do arrebatemento pré-tribulacionista, ressuscitando os mortos em Cristo, transladando os crentes vivos para a imortalidade e levando a igreja com ele ao céu antes do seu retorno milenar e, a partir daí, reinará de modo visível as nações na terra. Destaquemos que o teólogo John Walvoord reconheceu a existência do dispensacionalismo pós-tribulacionista.

7.O retorno de Cristo

Significa a crença no pré-milenismo, ou seja, Cristo retorna antes do milênio em um tempo de angústia e que o presente evidência problemas caracterizadores para a volta do Senhor a qualquer momento, isso mais numa visão pré-tribulacionistas, outros tem uma definição de fé como pré-iristas e também envolve os que creem de uma forma pós-tribulacionista.

8.Um futuro nacional para Israel

A tradição dispensacionalista também crê em um futuro para o Israel nacional, incluindo o reino milenar. Alguns dispensacionalistas se motivaram, se tornaram grandes apoiadores do movimento sionista.


CONCLUSÃO

Parece que temos muita dificuldade de termos convivência de fé em assuntos que não são totalmentes claros na Bíblia; os modelos elaborados, as vezes complexos,  com coisas que  talvez Deus não revelou sequencialmente, detalhadamente, temos que ter cautela com o pleno envolvimento.

"A graça seja com todos os que amam sinceramente a nosso Senhor Jesus Cristo" (Fp 6.24).


Otoniel Medeiros


Bibliografia

Blaising, Craig A.; Bock, Darrell L. . Dispensacionalismo progressivo (Portuguese Edition). Editora Concílio. Edição do Kindle. 


quarta-feira, dezembro 13, 2023

IGREJA DE CRISTO: 91 anos de organização em 2023

 

Quando a Igreja de Cristo foi organizada no dia 13 de dezembro de 1932 em Mossoró - RN, os três principais organizadores tinham as idades: Pr. Eustáquio Lopes da Silva, 17 anos; Pr. João Vicente de Queiroz, 26 anos e o Pr. Manoel Higino de Sousa, 29 anos. Em 1930 a expectativa de vida do brasileiro era 36,5 anos. O Pr. Eustáquio Lopes da Silva morreu com 53 anos de idade, o Pr. Manoel Higino de Sousa com 72 e o Pr. João Vicente de Queiroz, com 91 anos.  A expectativa de vida nossa hoje em 2023 é 75,5 anos. Então nestes 91 anos de organização da Igreja de Cristo, a expectativa de vida do brasileiro aumentou de 39 anos.

"Quarenta anos é velhice para a juventude, e cinquenta anos é juventude para a velhice" (Victor Hugo).

Cremos que a Igreja de Cristo continuará a aperfeiçoar a sua prática litúrgica e missionária à nova realidade de etariedade, aperfeiçoando a sua cultura de respeito, empatia e incentivo à colaboração intergeracional e prossigamos em serviço ao Senhor nesta caminhada agora rumo ao centenário da sua organização, enquando o Senhor não vem.

Veja: 
4/4-O problema da juventude (sobre liderança).

(Vídeo sobre à Igreja de Cristo)


"Ensina-nos a contar os nossos dias,
para que alcancemos coração sábio" (Sl 90.12).

Otoniel Medeiros