domingo, janeiro 20, 2019

A BÍBLIA E A CRIAÇÃO


 1 – INTRODUÇÃO

      O propósito da Bíblia conforme 2 Tm 3.15 é a instrução para salvação. John Stott destaca que a Bíblia não tem um direcionamento científico, literário ou filosófico. Qualquer que seja a área referenciada na Bíblia, esse conteúdo é expressão da verdade.

    Se a ciência é precisamente conceituada e a Bíblia for bem interpretada, não há choques conceituais porque o autor da Bíblia é o autor do universo. Não podemos colocar qualquer teoria acima da revelação bíblica.

     Os meios de comunicação, as universidades e quase toda a sociedade não admitem o criacionismo, um artigo, uma notícia criacionista não encontra espaço de divulgação. Toda a defesa pública, acadêmica e escolar é evolucionista solidificada em cima de uma teoria e não uma lei.

2 – NO PRINCÍPIO

Gn 1.1: No princípio, criou Deus os céus e a terra.

     Cremos na Trindade Pai, Filho e Espírito Santo (Mt 3.16). Deus criou o universo com suas leis que são imutáveis e transcendentais. A base de todo o universo é o tempo, o espaço e a massa. Essa tríade subsiste também em tri-unidade. O tempo é passado, presente e futuro. O espaço é comprimento, largura e profundidade. A massa é energia, velocidade e fenômenos.

     O versículo inicial da Bíblia, Gn 1.1, faz a abertura bíblica com uma dimensão revelada que não encontramos em nenhuma literatura científica, ou seja: “No princípio” = tempo; “os céus” = espaço e “terra” = massa.

3 – A PORÇÃO SECA

Gn 1.9: Disse também Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e a apareça a porção seca.

     Interessante em Gn 1.9 é que apareceu a “porção seca” e não plural. Isso leva um grupo de estudiosos a pensarem, principalmente os criacionistas científicos que, Deus criou um continente único (Pangeia) e não muitos continentes como hoje.

4 – O DILÚVIO

Gn 7.9: entraram para Noé, na arca de dois em dois, macho e fêmea, como Deus lhe ordenara.

     Poucos animais básicos entraram na arca, selecionados geneticamente e encaminhados por Deus, a função de Noé era orientar os animais para entrarem na arca. Os insetos e seres das águas logicamente não eram necessário entrarem na arca, desta forma a diversidade de animais voltaria consequentemente.

Gn 7.11: ...nesse dia romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as comportas dos céus se abriram.

     Esse grande fenômeno alagou a porção seca, dividiu o continente (Pangeia) provocando compressões, criando os continentes atuais e um relevo de área menor e alturas maiores.

CONCLUSÃO

     As teorias são apenas teorias. Cremos em Deus criador de tudo do nada. Se diz até que pouca ciência afasta a pessoa de Deus, muita ciência aproxima essa pessoa de Deus.

No youtube você encontra muita informação sobre criacionismo científico. Indicamos o cientista brasileiro Adauto Lourenço. 


A graça do Senhor Jesus seja conosco.


Otoniel Medeiros

2 comentários:

Erivan Dyego disse...

Muito bom o texto meu pastor ! Estou ansioso pelos próximos capítulos!

OTONIEL MEDEIROS disse...

Sim, vamos continuar na dependência do Senhor Jesus!